O Nosso Direito

Saber sobre: Sociedades Cooperativas e seu Regime Jurídico

Introdução

As sociedades cooperativas são organizações formadas por um grupo de pessoas que se unem voluntariamente para atingir objetivos comuns, de forma democrática e participativa. No Brasil, essas entidades são regidas pela Lei nº 5.764/71, que estabelece o regime jurídico das cooperativas e define suas principais características e princípios. Neste glossário, vamos explorar mais a fundo o funcionamento das sociedades cooperativas e seu regime jurídico, destacando aspectos importantes para quem deseja entender melhor esse modelo de negócio.

Definição de Sociedades Cooperativas

As sociedades cooperativas são empresas formadas por pessoas físicas ou jurídicas que se associam de forma voluntária para desenvolver atividades econômicas em comum, visando o benefício coletivo dos cooperados. Essas entidades são baseadas em princípios como adesão voluntária e livre, gestão democrática, participação econômica dos membros, autonomia e independência, educação, formação e informação, cooperação entre cooperativas e interesse pela comunidade.

Tipos de Sociedades Cooperativas

Existem diversos tipos de sociedades cooperativas, cada uma voltada para um segmento específico da economia. Entre os principais tipos de cooperativas estão as de consumo, crédito, trabalho, produção, agrícola, habitacional, educacional, entre outras. Cada tipo de cooperativa possui características e regras próprias, de acordo com as necessidades e particularidades do setor em que atua.

Regime Jurídico das Sociedades Cooperativas

O regime jurídico das sociedades cooperativas é estabelecido pela Lei nº 5.764/71, que define as normas gerais aplicáveis a essas entidades. Segundo a legislação brasileira, as cooperativas devem ser registradas na Junta Comercial do estado em que atuam e seguirem as diretrizes estabelecidas pela lei, como a obrigatoriedade de ter um número mínimo de cooperados, a realização de assembleias gerais, a distribuição de sobras e a destinação de parte dos resultados para o Fundo de Reserva.

Princípios das Sociedades Cooperativas

As sociedades cooperativas são regidas por sete princípios fundamentais, estabelecidos pela Aliança Cooperativa Internacional (ACI) e adotados em todo o mundo. Esses princípios são: adesão voluntária e livre, gestão democrática, participação econômica dos membros, autonomia e independência, educação, formação e informação, cooperação entre cooperativas e interesse pela comunidade. Esses princípios orientam o funcionamento e a atuação das cooperativas, garantindo a sua sustentabilidade e o cumprimento de seus objetivos sociais.

Benefícios das Sociedades Cooperativas

As sociedades cooperativas oferecem diversos benefícios para os seus membros, como a possibilidade de acesso a produtos e serviços a preços mais baixos, a participação nos lucros e resultados da cooperativa, a realização de atividades econômicas de forma coletiva e solidária, o fortalecimento da economia local e o estímulo ao empreendedorismo e à geração de empregos. Além disso, as cooperativas contribuem para o desenvolvimento sustentável e a inclusão social, promovendo a igualdade e a justiça social.

Desafios das Sociedades Cooperativas

Apesar dos benefícios oferecidos, as sociedades cooperativas também enfrentam desafios e dificuldades em seu funcionamento, como a falta de capacitação dos cooperados, a concorrência com empresas tradicionais, a burocracia e a falta de incentivos governamentais. Para superar esses desafios, as cooperativas precisam investir em educação e formação dos seus membros, buscar parcerias e alianças estratégicas, e atuar de forma ética e transparente, demonstrando a sua importância e relevância para a sociedade.

Importância das Sociedades Cooperativas

As sociedades cooperativas desempenham um papel fundamental na economia e na sociedade, contribuindo para a geração de empregos, a inclusão social, o desenvolvimento sustentável e a redução das desigualdades. Essas entidades promovem a cooperação, a solidariedade e a participação ativa dos seus membros, estimulando o crescimento econômico e o bem-estar coletivo. Além disso, as cooperativas são importantes agentes de transformação social, promovendo a igualdade de oportunidades e o respeito aos direitos humanos.

Conclusão

Em resumo, as sociedades cooperativas são organizações que se baseiam na cooperação, na solidariedade e na participação democrática dos seus membros, visando o benefício coletivo e o desenvolvimento sustentável. Com um regime jurídico específico e princípios bem definidos, as cooperativas desempenham um papel fundamental na economia e na sociedade, promovendo a inclusão social, a igualdade de oportunidades e o fortalecimento da economia local. Para quem deseja saber mais sobre esse modelo de negócio, este glossário oferece uma visão abrangente e detalhada sobre as sociedades cooperativas e seu regime jurídico, destacando a sua importância e os desafios enfrentados por essas entidades.

Compartilhar com:

Últimos artigos

Envie-nos uma mensagem

× Como posso te ajudar? Available on SundayMondayTuesdayWednesdayThursdayFridaySaturday